cartucho-de-impressora

Hoje em dia existem impressoras dos mais diversos tipos e que utilizam diferentes materiais para a impressão. Esses materiais, que podem ser tintas, pigmentos, corantes, dentre outros, costumam ficar armazenados dentro de cartuchos, toners e bulks ink. Mas qual a diferença entre cartucho, toner e bulk ink?

cartucho-de-impressora
Fonte: freepik.

Cartucho

Utilizados em impressoras a jato de tinta, os cartuchos podem ser de dois tipos: pretos e coloridos. O cartucho de tinta preta realiza impressões dessa cor; já os coloridos vêm abastecidos de ciano, amarelo e magenta e, com a combinação dessas cores (e do preto), é possível imprimir praticamente qualquer tom.

O cartucho contém tinta líquida, que é liberada sobre o papel par criar impressões digitais. Atualmente, é mais comum ver impressoras que usam cartuchos (ou seja, a jato de tinta) em residências e pequenos escritórios, pois esse tipo de impressão é mais caro quando comparamos a outras técnicas, o que faz com que não valha muito a pena para quem realiza impressões em larga escala.

Como os cartuchos são pequenos, eles duram pouco, e não devem ser reutilizados. Afinal, uma vez que ele já sofreu um desgaste natural, reutilizá-lo pode acabar causando danos à impressora, além de gerar documentos de qualidade inferior, com falhas ou mesmo borrões.

bulk-ink
Fonte: freepik.

Toner

Já o toner é utilizado em impressoras a laser e é carregado com pigmento, um tipo de pó que, quando aquecido, gera as impressões. O toner preto é o mais comum, mas também há toners coloridos, entretanto eles tendem a ser um pouco caros.

Gráficas e grandes empresas costumam dar preferência a impressoras que utilizam toner porque o custo por impressão acaba sendo mais acessível. Além disso, impressões a laser tendem a apresentar uma qualidade melhor, com um certo brilho acetinado e aparência envernizada, o que dá um ar mais profissional e elegante ao material.

Os toners são maiores que os cartuchos, o que faz com que eles durem mais. Porém, para quem vai realizar poucas impressões, esta pode não ser a melhor opção. Isso porque as máquinas de impressão a laser ainda são um pouco onerosas para se usar em pequena escala.

toner-de-tinta
Fonte: freepik.

Bulk ink

Outra opção para quem utiliza impressoras a jato de tinta é o bulk ink, que consiste em grandes reservatórios de tinta que ficam na parte externa da impressora. Esse é um sistema contínuo de tintas que utiliza pequenas garrafas ao invés de cartuchos, permitindo uma bela economia no custo por impressão.

O bulk ink pode ser recarregado pois ele não sofre desgastes devido ao uso da impressora, o que faz com que haja menos resíduos decorrentes da impressão. Além disso, as tintas podem ser compradas até em litros, fazendo com que seu preço seja mais acessível. Muitas empresas e gráficas investem na utilização de bulk ink, pois é um sistema bastante econômico e ecofriendly.

Para que esse sistema funcione de forma correta, o ideal é que se invista em tintas de boa qualidade, pois essa é melhor forma de se garantir a performance da impressora e obter as melhores impressões. Tintas de qualidade inferior podem não só danificar o bulk ink, como também a própria impressora, causando grandes prejuízos.

tintas-para-impressora
Fonte: freepik.

Agora que você já conhece a diferença entre cartucho, toner e bulk ink, deve estar se perguntando qual delas é a melhor opção. A verdade é que, para escolher entre um desses sistemas, é importante pensar em suas necessidades e na quantidade de impressões que você costuma realizar periodicamente.

Se você faz poucas impressões, então uma impressora a jato de tinta com cartuchos pode ser a melhor opção para sua rotina. Já se você necessita realizar um grande número de impressões, utilizar uma impressora a jato de tinta com bulk ink ou uma impressora a laser pode gerar economia para o seu negócio.